Facebook Ads: A mais fantástica ferramenta de recuperação de carrinhos (e Checkout)!

Quanto você paga atualmente na sua solução de recuperação de carrinhos?

Você está satisfeito com ela?

Pois saiba que existe uma ferramenta extremamente eficiente para recuperação de carrinhos e que você pode investir o quanto quiser nela!

Você pode começar com 1 real por dia!

Pague o Quanto quiser

É isso mesmo, o Facebook Ads é para mim, sem dúvida nenhuma: a mais fantástica ferramenta de recuperação de carrinhos (e checkouts) abandonados!

E apesar dela ser extremamente eficiente para uma estratégia de recuperação, ainda assim poucos lojistas a utilizam com esse intuito, gastando fortunas em outras soluções que na maioria das vezes são bem menos eficientes e muito mais intrusivas!

Quem leu o meu último artigo (Recuperação de Carrinhos Abandonados: Você está fazendo isso errado!) já sabe os motivos do Facebook Ads ser tão bom em uma estratégia de recuperação:

  1. O Facebook identifica muito mais pessoas do que as outras soluções que possuem cookie pool
  2. Ele funciona muito melhor no Cross-Device do que qualquer outra ferramenta de retargeting (como o Google Adwords)
  3. O Facebook Ads utiliza algoritmos de inteligência artificial para fazer cross-sell e upsell de produtos
  4. Por meio dele você pode criar segmentações avançadas para engajar públicos diferentes de forma personalizada
  5. E você pode adaptar a sua mensagem para atingir cada um desses públicos de forma extremamente persuasiva
  6. No Facebook Ads você consegue trabalhar com uma frequência de exibições alta e sem ser intrusivo
  7. Você paga o quanto quiser!
  8. Por meio do Facebook Ads você pode usar o Marketing de Conteúdo de forma extremamente eficiente na sua estratégia de recuperação, criando autoridade e prova social

Além disso, eu abordei de forma incessante nesse outro artigo que você deve se preocupar muito mais com a recuperação de checkouts do que com a recuperação de carrinhos!

Os clientes que chegaram no checkout já deram todos os indícios que querem comprar com você e, mesmo assim, você provavelmente está deixando 35% deles irem embora!

O artigo de hoje é uma continuação, onde lhe ensinarei a criar essas campanhas de recuperação no Facebook Ads!

Portanto, caso não tenha lido ainda, eu sugiro fortemente a leitura do primeiro artigo, para que você entenda em detalhes cada um dos benefícios do Facebook Ads que foram citados acima.

Recebi um feedback sensacional tanto na palestra em que apresentei esse conteúdo em primeira mão (na Conferência E-commerce Brasil MG), como nesse último artigo, tendo recebido dezenas de e-mails e mensagens no WhatsApp.

Teve muita gente me pedindo para lançar logo o artigo ensinando a criar essas campanhas de recuperação no Facebook Ads.

Então vamos lá!

1º Passo: Criar uma conta no Facebook Business Manager

Jamais. Eu disse JAMAIS clique nesse botão!

Botão Promover - FB

Eu falo sério, esse botão é apenas uma tentativa do Facebook Ads de arrancar mais dinheiro de você!

Utilize sempre o Gerenciador de Anúncios para criar todas as suas campanhas e realizar seus impulsionamentos.

Assim você terá um controle muito maior de performance.

Há muita gente que anuncia no Facebook Ads, mas não utiliza o Facebook Business Manager, perdendo a oportunidade de ter acesso a mais recursos e poder realizar uma gestão muito mais eficiente nas suas campanhas.

E mesmo que você já esteja utilizando o Gerenciador de Anúncios, existe uma probabilidade muito grande de você estar anunciando através da sua conta de anúncios pessoal:

Conta de Anúncios Pessoal

Isso não é adequado, pois você terá recursos limitados e no futuro quando você precisar delegar (mesmo que parcialmente) a gestão das suas campanhas para outra pessoa, você terá dificuldades.

O quanto antes você migrar para o Facebook Business Manager melhor!

Então caso você ainda não tenha, crie agora mesmo a sua conta: entre em https://business.facebook.com/ e clique em “Criar empresa”:

Criar Empresa - FB Business Manager

Preencha o nome da sua empresa e clique em continuar:

Nome da Empresa - FB Business Manager

Informe seu nome e e-mail e clique em concluir:

Nome e E-mail - FB Business Manager

2º Passo: Configurar o Pixel do Facebook Ads

O próximo passo agora é criar um novo pixel e configurá-lo no seu site.

Se você estava utilizando uma conta de anúncios pessoal e já tinha um pixel configurado no site, precisará criar um novo pixel e substituir o existente.

No Facebook Ads, acesse o menu “Pixels“:

Menu - Pixels

Clique em “Criar Pixel” e defina um nome.

Nome Pixel

Em seguida irá abrir as instruções de instalação do pixel. Você pode selecionar a opção de enviar essas instruções para seu contato técnico.

Caso você queira se aventurar em fazer a instalação por conta própria, assine a newsletter no formulário abaixo, pois no próximo artigo irei instruir a fazer a instalação do pixel e todos os seus respectivos eventos através do Google Tag Manager!

Receba as novidades em primeira mão!

Insira o seu endereço de e-mail abaixo para receber gratuitamente as atualizações do blog!>

Após você (ou sua plataforma/desenvolvedor) ter feito a instalação do pixel no site, valide se todos os eventos estão disparando corretamente (no primeiro artigo sobre a recuperação de carrinhos eu demonstro como fazer essa validação, confira lá!)

3º Passo: Configurar o Catálogo de Produtos

Antes de qualquer coisa, verifique se a sua plataforma gera um arquivo XML dos produtos no formato do Google Shopping.

Você pode usar exatamente a mesma URL do feed que já está usando no Google Shopping, porém eu recomendo (se possível) ter um feed exclusivo para o Facebook Ads, assim você terá mais liberdade caso no futuro queira divulgar alguns produtos no Facebook Ads e não no Google Adwords (e vice-versa).

Em posse da URL do seu feed, acessa a página “Catálogos” no Facebook Business Manager:

Menu - Catálogos

Clique em “Criar Catálogo”:

Criar Catálogo - Facebook Ads

Selecione a opção “E-commerce” e clique em “próximo”:

Catálogo E-commerce - Facebook Ads

Escolha a sua conta do Business Manager (cuidado para não criar o catálogo vinculado a sua conta pessoal) e atribua um nome a esse catálogo:

Nome Catálogo - FB Ads

Eu gosto de definir o nome que indique quais os produtos que estão inseridos no feed, pois você pode criar vários catálogos com feeds contendo listas de produtos diferentes.

Mas apesar de existir essa possibilidade, caso você queira segmentar os produtos exibidos em suas campanhas, ao invés de utilizar catálogos separados eu sugiro sempre que possível utilizar o recurso de Conjunto de Produtos (Product Sets):

Conjunto de Produtos - FB

Como pode ser visto no exemplo acima, por meio dessa opção você pode criar vários segmentos de produtos com base nas informações disponíveis no seu feed.

Esse é um recurso extremamente poderoso para ser utilizado em estratégias avançadas de pós-vendas (que será tópico de um próximo artigo).

4º Passo: Criar Públicos-alvo

Essa é uma etapa que é bem particular para cada negócio, pois cada ramo de atuação terá milhares de combinações de segmentações que poderão ser usadas nas campanhas.

Irei mostrar agora como criar as segmentações utilizadas nas estratégias de recuperação de carrinhos e check-out.

Em um futuro artigo irei detalhar como criar todas as segmentações sugeridas no primeiro artigo e darei várias outras ideias complementares.

De qualquer forma, acredito que baseado nessas segmentações que mostrarei abaixo, você terá muitas ideias de outras segmentações que poderá criar.

  • Compradores últimos 30 dias: Por meio desse público você poderá criar campanhas que mostrarão produtos complementares aos adquiridos pelos seus clientes.

Este é um público que costuma dar mais resultados para empresas que possuem recompras mais frequentes. Mas mesmo que você não queira criar campanhas para as pessoas que acabaram de fazer uma compra no seu site, você ainda precisará configurar esse público, pois ele será usado como regra nos outros públicos que iremos criar em seguida.

Portanto vá em “Públicos“:

Públicos-alvo - Facebook

Clique em “Criar público” e selecione “Público personalizado”:

Criar Público Personalizado

Em seguida selecione “Tráfego do site”:

Público - Tráfego do site

E configure como está na imagem abaixo:

Público de Compradores dos Últimos 30 dias

 

Obs: Caso a opção “Purchase” não esteja sendo exibida para você, isso significa que esse evento não está configurado corretamente no seu site. Valide se o pixel está configurado como sugerido no último artigo.

  • Abandono de check-out: Público contendo as pessoas que chegaram até a tela de check-out e não finalizaram a compra.

Para criar esse público precisaremos criar duas segmentações separadas.

Então vá novamente em  “Públicos” e clique em “Criar público” e selecione “Público personalizado”:

Criar Público Personalizado

Selecione “Tráfego do site”:

Público - Tráfego do site

Configure como está na imagem abaixo, personalizando a janela de conversão como achar melhor.

Público - Iniciou Check-out

Eu sugiro não utilizar um período muito maior do que 30 dias, já que nesses casos certamente o “lead já esfriou”.

Para tomar a decisão do período mais adequado procure analisar os relatórios de janela de conversão do Google Adwords e Google Analytics para avaliar até quantos dias após o primeiro acesso as pessoas costumam converter no seu site.

Obs: Caso a opção “InitiateCheckout” não esteja sendo exibida para você, isso significa que esse evento não está configurado corretamente no seu site. Valide se o pixel está configurado como sugerido no último artigo.

Por fim salve esse público com o nome “Iniciou o checkout (xx dias)” (recomendo sempre colocar no nome do público o período em que as pessoas permanecerão nessa lista, por questões de organização).

Agora vamos criar um “Público salvo”:

Público salvo - FB

Configure como na imagem abaixo:

Público salvo: Pessoas que abandonaram o checkout (30 dias)

Aqui estamos indicando que esse público conterá todas as pessoas que iniciaram o check-out mas não fizeram uma compra.

Obs: As duas listas usadas nessas segmentação precisam ter janelas de tempo equivalentes, pois se você configurar uma lista com “Iniciou check-out (30 dias)” e outra com “Compradores (15 dias)” sua segmentação não funcionará como esperado.

  • Abandono de carrinhos: Público contendo as pessoas que inseriram um item no carrinho e não prosseguiram para a página de check-out.

Para criar esse público também precisaremos criar duas segmentações separadas.

Vá mais uma vez em “Públicos” e clique em “Criar público” e selecione “Público personalizado”:

Criar Público Personalizado

Selecione “Tráfego do site”:

Público - Tráfego do site

Configure como está na imagem abaixo, personalizando a janela de tempo que as pessoas ficarão na lista (sugiro usar a mesma janela do público de abandono de check-out).

Público que adicionou item ao carrinho

Obs: Caso a opção “AddToCart” não esteja sendo exibida para você, isso significa que esse evento não está configurado corretamente no seu site. Valide se o pixel está configurado como sugerido no último artigo.

Por fim salve esse público como “Adicionou item ao carrinho (xx dias)”.

Agora crie um novo “Público salvo”:

Público salvo - FB

Configure como está na imagem abaixo:

Público salvo: Pessoas que abandonaram o carrinho (30 dias)

Nesse público estamos incluindo todas as pessoas que adicionaram produtos ao carrinho de compras, mas não prosseguiram para a tela de check-out (a exclusão do publico de “Compradores (xx dias)” não é essencial, mas eu gosto de configurar só por segurança).

Obs: Esses “públicos salvo” não serão usados nas campanhas de remarketing dinâmico, pois o Facebook não permite usá-los lá, porém estou sugerindo cria-los já, pois você poderá usar esses públicos em uma campanha específica de impulsionamentos, reservando uma verba dos seus impulsionamentos para as pessoas que abandonaram o carrinho/checkout. Assim você poderá usar o marketing de conteúdo na sua estratégia de recuperação, como detalhado no artigo sobre recuperação.

5º Passo: Criar as Campanhas e Anúncios

Agora finalmente vamos colocar a mão na massa!

Acesse o “Gerenciador de Anúncios“:

Gerenciador de Anúncios do Facebook Business Manager

Clique em “Criar”:

Atribua um nome para a Campanha, escolha o objetivo de campanha “Vendas do catálogo”, confira se está selecionado o catálogo de produtos que você criou na etapa 3 e defina o nome do “Conjunto de anúncios” e do “Anúncio”.

Criar Campanha de Remarketing no FB

Em seguida clique em “salvar como rascunho”.

Recomendo fortemente que você seja muito descritivo nos nomes, detalhando bem sobre o que se trata cada campanha, conjunto e anúncio.

Isso é essencial para uma análise de performance eficiente, de modo que você não tenha que ficar constantemente abrindo as configurações das campanhas para saber sobre o que ela se trata.

Além de que isso facilita enormemente quando uma outra pessoa começa a mexer na sua conta, pois dessa forma quando ela for analisar a performance histórica das suas campanhas ela poderá compreender rapidamente quais foram as estrategias usadas no passado e quais os resultados obtidos.

Agora vá na aba “Conjunto de anúncios” e edite o conjunto recém criado:

Editar Conjunto de Anúncios

Defina o “Conjunto de produtos” e o orçamento diário:

Configuração de Orçamento Diário - Conjunto de Anúncios

E configure o público como na imagem abaixo:

Configuração do Conjunto de Anúncios: Abandono de Checkout

Mais abaixo sugiro selecionar a opção de “editar posicionamento”:

Editar Posicionamentos

E em seguida exclua todas as categorias sensíveis (as quais você não queira ver a sua marca associada):

Excluir Categorias Sensíveis

A parte de otimização e veiculação eu recomendo configurar como abaixo:

Otimização e Veiculação

Obs: Jamais use a opção de “clique ou visualização em 1 dia” e “clique em 7 dias ou visualização em 1 dia”, pois nesse caso o Facebook irá considerar como conversão caso uma pessoa veja o seu anúncio no Facebook Ads e depois converta em um outro canal (sem ter clicado no seu anúncio do Facebook). Isso irá inflacionar bastante os relatórios de vendas e lhe dará informações imprecisas de performance.

Agora vamos para a etapa final, a criação do anúncio!

Acesse a aba anúncios e edite o anúncio que está lá:

Aba Anúncios

Especifique qual a página do Facebook e do Instagram que irão exibir os anúncios:

Identidade Anúncio

Deixe tudo configurado como as imagens abaixo, apenas personalizando a “copy” do anúncio de modo que ela reflita o posicionamento da sua empresa (sempre levando em conta em que etapa do funil o cliente se encontra):

Configuração de Anúncio RMKT

Configuração Anúncio de RMKT

E por fim configure as opções de rastreamento, indicando qual pixel registrará as conversões e os parâmetros UTMs (para que você monitore o tráfego dessas campanhas no Google Analytics).

Configurações de Rastreamento

Lembre-se: Entender a sua persona é fundamental

Como frisei bastante no primeiro artigo, é extremamente importante que você entenda a persona da sua empresa (o público-alvo) e crie muitos anúncios diferentes para cada uma das segmentações que for utilizar.

Crie “copys” personalizadas para cada estágio do funil de compras em que o cliente se encontra, somente assim você poderá ser extremamente persuasivo e eficiente na sua estratégia de recuperação!

Caso você tenha alguma dúvida na criação das campanhas, poste ela nos comentários que irei lhe ajudar a medida do possível!

E se ficou interessado em saber mais, assine a newsletter no formulário abaixo, pois nas próximas semanas irei publicar novos artigos ensinando a:

  • Configurar o pixel do Facebook no Google Tag Manager;
  • O que você deve analisar para otimizar suas campanhas de remarketing no Facebook Ads;
  • Avaliar se a sua estratégia de recuperação está dando resultados reais;
  • O que fazer depois da recuperação, com estratégias pouco utilizadas, mas muito efetivas, de pós-vendas pelo Facebook Ads;
  • Ideias e dicas de como criar outros públicos-alvo avançados;

É isso, até a próxima!

Até mais!